segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

Onde ficava o Jardim do Éden?

Segundo o livro de Gênesis, em seu segundo capítulo, quando Deus criou o ser humano nas figuras de Adão e Eva, deu-lhes como habitação uma vasta área repleta de fertilidade, de natureza exuberante, com o melhor em recursos vegetais, animais e minerais. A região, conhecida como Jardim do Éden, foi a primeira morada do homem e, conforme a descrição bíblica, ficava entre os rios Tigre e Eufrates, lugar posteriormente chamado Mesopotâmia, onde hoje se localiza o país do Iraque. A porção de terra descrita na Bíblia também abrange uma pequena parte do que hoje é a Síria. Outros dois rios também constam da descrição: o Pisom e o Giom.

No Éden, ao homem era permitido desfrutar de tudo o que a natureza oferecesse em se falando de alimento e abrigo, exceto os frutos da árvore do conhecimento do que era bom e mau. Adão e sua companheira, Eva, desobedeceram a única proibição que tinham e deram origem ao pecado, sendo expulsos pelo Senhor do jardim. Manipulados pela serpente para provarem do fruto proibido, romperam uma aliança muito íntima com Deus, expulsos do lugar que tudo lhes oferecia. Tiveram que, a partir daí, conquistar o alimento com o suor, trabalhando para seu sustento.

Como resultado do dilúvio, também descrito em Gênesis, a área conhecida como Éden foi inundada. Com as mudanças climáticas pós-diluvianas, a área tornou-se desértica.

Na Bíblia, quando o texto se refere a oriente e ocidente, toma como referência geográfica Israel, o que comprova a posição do atual Iraque, ao oriente. O texto das Escrituras atesta que o rio Tigre corre ao oriente da Assíria (atual Síria) correspondendo ao Tigre, hoje conhecido. Dos rios descritos na Palavra, apenas o Tigre e o Eufrates permanecem nos dias atuais. O Pisom e o Gion irrigavam o Éden. Hoje, não mais existentes no mapa, supõe-se que a área que ficava às suas margens esteja submersa no Golfo Pérsico.

Gênesis diz que Deus formou Adão do barro, da terra. O nome Adão, do hebraico, tem o significado de “vermelho” (adom), também significando, com pequena variação fonética (adam), “homem”. Não por acaso, o solo da região tem um forte tom avermelhado.

As evidências histórico-geográficas apontam que a região, hoje conturbada por conflitos e guerras, rica em petróleo (que também não por acaso é resultante do soterramento de grandes florestas da pré-história), é o berço da humanidade.


A primeira morada do homem, segundo referências bíblicas, ficava onde hoje se localiza o Iraque e parte da Síria, além de trechos submersos pelo Golfo Pérsico

A disputa pela água

O fato de a área ser fartamente irrigada por grandes rios na época despertou o interesse de muitos povos por aquela região, por estar em terra úmida e propícia à agricultura, uma prática fundamental para a subsistência da população.

Os sumérios foram os primeiros a habitar a Mesopotâmia. Antes de ali se estabilizarem, eram nômades. Acredita-se que eles foram a primeira civilização do mundo e a eles são atribuídas as invenções da escrita e da roda. É difícil afirmar quando isso ocorreu com precisão. No entanto, historiadores, baseados em descobertas arqueológicas, acreditam ser em torno de 4000 a 3500 antes de Cristo (a.C.).

Diversos povos passaram pela região e conquistaram a Mesopotâmia. Impérios caíram e outros novos se ergueram. Um dos mais significativos foi o Império Babilônico, provavelmente estabilizado na região por volta de 1730 a.C. Entre os monarcas que mais se destacaram está Hamurabi, o responsável pela criação do código de leis mais antigo de que se tem história até hoje.

No século VII, a Mesopotâmia, conquistada por gregos e persas, foi sede de um vasto império árabe, que começou com a capital em Damasco, na Síria, e logo depois foi transferida para Bagdá, a cidade das “mil e uma noites”, devido a sua localização estratégica, próxima aos rios.

terça-feira, 26 de novembro de 2013

Catedral da Universal começa a ser projetada no Paraná

Engenharia Universal segue empenhada na execução de mais uma obra. É a construção da Catedral da Universal em Curitiba, capital do estado do Paraná.

O templo contará com salas para crianças, jovens e demais grupos, prédio para administração, banheiros super modernos, amplo estacionamento entre outros.


Confira aqui algumas fotos do projeto











quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Conheça Israel: Canaã, a Terra Prometida

Canaã é a antiga denominação da região correspondente à área do atual Estado de Israel (inclusive as Colinas de Golã), da Faixa de Gaza, da Cisjordânia, de parte da Jordânia (uma faixa na margem oriental do Rio Jordão), do Líbano e de parte da Síria (uma faixa junto ao Mar Mediterrâneo, na parte sul do litoral da Síria) (Números 34:1-15 e Deuteronômio 3:8).

A cidade canaanita de Ugarit foi redescoberta em 1928 e muito do conhecimento moderno sobre os cananeus advém das escavações arqueológicas naquela área. Ugarit era uma cidade-estado, anteriormente vista como uma cidade fenícia pelos historiadores. Esta certeza já não existe. A partir da descoberta naquelas ruínas do primeiro alfabeto que se tem notícia e da vasta literatura de Ugarit, descobriu-se que esta era de origem cananéia e foi vassala do Egito durante longo período, apesar de ter tido influência de vários povos, principalmente mesopotâmicos. Um de seus deuses foi Baal, muito citado na Bíblia.

Comparada aos desertos circundantes, a terra de Canaã era uma terra de fartura, onde havia uvas e outras frutas, azeitonas e mel, daí ter sido vista por Abraão - originário da região do actual Iraque - como a "terra prometida", "onde corre leite e mel".

Segundo a Bíblia, Canaã era a terra prometida por Deus ao seu povo, desde o chamado de Abrão (ou Abraão), que habitava a cidade caldéia de Ur, no sul da Mesopotâmia. De acordo com a tradição, Deus chamou Abrão e lhe ordenou que fosse para a terra chamada Canaã, o que teria motivado o longo êxodo dos hebreus, que teria durado muitas décadas, até que os descendentes de Abraão a alcançaram. Canaã passou então a ser por eles denominada terra de Israel.

Fonte: Wikipédia

sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Mais um templo da Universal é inaugurado em Serra Leoa

A igreja ficou pequena para as centenas de pessoas que compareceram ao local.

"Estamos enviando mais pastores para fazer a obra de Deus neste país." Disse o bispo Jadson, responsável pelo trabalho evangelístico da Universal no estado de São Paulo.

Muitos ficaram do lado de fora devido a superlotação do templo

A Serra Leoa, oficialmente República da Serra Leoa, é um país da África Ocidental. É delimitada com a Guiné ao norte e nordeste, a Libéria a sudeste, e com o Oceano Atlântico ao sudoeste. Abrange uma área total de 71.740 km²e sua população é estimada em5 485 998 habitantes, de acordo com dados da CIA em 2012. O país possui um clima tropical, com um ambiente diversificado variando de savana para florestas tropicais. É uma república constitucional que compreende quatro províncias. A capital da república é Freetown, sede do governo, principal centro econômico e maior cidade do país, com aproximadamente 1,1 milhão de habitantes. Além de Freetown, outras cidades notáveis são Bo, segunda cidade mais populosa da nação com população estimada em 233 684 habitantes, e Kenema, Koidu e Makeni. O país abriga a universidade mais antiga da África Ocidental, Fourah Bay College, fundada em 1827 e possui o terceiro maior porto natural do mundo.

Divide-se em quatro regiões geográficas: Província do Norte, Província Oriental, Província do Sul e a Área do Oeste; que são subdivididas em quatorze distritos. Freetown localiza-se na Área Oeste do país, e é seu maior centro econômico, comercial e político.

A base econômica de Serra Leoa dár-se-á pela mineração, especialmente diamantes. O país está entre os maiores produtores mundiais de titânio e bauxita, sendo também um grande produtor de ouro. O país é portador de um dos maiores depósitos mundiais de rutilo. Além destes, Serra Leoa é também o lar do terceiro maior porto natural do mundo, o famoso cais de Freetown. Apesar desta riqueza natural, 70% de sua população vive na extrema pobreza, de acordo com dados de 2004.

Serra Leoa é um país predominantemente muçulmano, embora possua uma influente minoria cristã. O país é classificado como um dos mais tolerantes religiosamente no mundo, com raros índices de violência religiosa no país. A população serra-leonesa compreende cerca de 16 grupos étnicos, cada um com sua própria língua e dialetos. Os dois maiores e mais influentes são os Temnes e os Mendes. Embora o idioma inglês seja o oficial do país e o principal usado na educação e na administração do governo, a linguagem Krio (derivado do inglês e de várias línguas africanas tribais) é a principal língua de comunicação entre os diferentes grupos étnicos de Serra Leoa, sendo falado por cerca de 90% dos habitantes do país.

Em 1462, a área do atual território de Serra Leoa foi visitado pelo português explorador Pedro de Sintra, que a nomeou Serra Leoa. Serra Leoa mais tarde se tornou um importante centro do comércio transatlântico em escravos até 11 de março de 1792, quando Freetown foi fundada pela Companhia de Serra Leoa como um lar para ex-escravos do Império Britânico. Em 1808, tornou-se uma Freetown britânica Crown Colony , e em 1896, o interior do país tornou-se um protectorado britânico.

Entre 1991 e 2002, ocorreu a Guerra Civil de Serra Leoa, que devastou o país e resultou na morte de aproximadamente 50 000 pessoas. Grande parte da infraestrutura do país foi destruída, e mais de dois milhões de pessoas deslocadas em países vizinhos como refugiados; principalmente para a Guiné, que recebeu mais de 600 000 refugiados serra-leoneses.


Fonte: Wikipédia

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Bispo Macedo visita obras de templo da Universal em Gaia, Portugal

A Universal está construindo mais um templo em Vila Nova de Gaia, Portugal e está com mais de 84% das obras concluídas



Confira as fotos da visita do Bispo e do andamento das obras clicando nos links abaixo. Você será redirecionado para o slide show do Flickr




segunda-feira, 23 de setembro de 2013

O ovo, o tijolo e a rocha: Os 3 tipos de cristãos

O OVO: É um alimento muito frágil, simboliza aquela pessoa que qualquer coisa desanima, sai da igreja, fica magoada, etc.

O TIJOLO: Tem aparência de ser forte, mas se você joga no chão ele se quebra. Assim é este tipo de pessoa, ela parece forte, mas nos momentos difíceis se mostra fraca, pensa em desistir, etc.

A ROCHA: É diferente, ela é forte, você pode jogar ela no chão, pisar, chutar, que nada acontecerá com ela. Assim nós temos que ser para conquistar e também manter a nossa salvação.

Por isso Jesus disse:

"Todo aquele, pois, que ouve estas minhas palavras e as pratica será comparado a um homem prudente que edificou a sua casa sobre a rocha; e caiu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos e deram com ímpeto contra aquela casa, que não caiu, porque fora edificada sobre a rocha."
Mateus:7.24,25

E você quem é? Ovo, tijolo ou rocha?

Que Deus te abençoe!
Pr. Alexandre Luis - Universal Notícia